Título: Educação Patrimonial no Vale do Arinos: Arqueologia dos povos indígenas KAYABI, MUNDURUKU E APIAKÁ

Descrição: O Projeto propôs ações de (re) conhecimento de artefatos arqueológicos (líticos e cerâmica) nas áreas indígenas Kayabi, Munduruku e Apiaká do Vale do Arinos como parte inerente também de suas histórias e identidades. As ações se fundamentaram no conceito de educação patrimonial em torno da arqueologia.

Foi utilizado mostras de artefatos arqueológicos encontrados na área indígena e estratégias metodológicas específicas para que os participantes pudessem aprender a identificar, valorizar e preservar esses patrimônios. Todo o projeto foi desenvolvido nas aldeias Tatuí (Kayabi), Nova Munduruku (Munduruku) e Mayrob (Apiaká) aos sábados em período diurno, uma aldeia por sábado.

A ideia de acontecer as ações educativas aos sábados partiu dos respectivos caciques de cada aldeia/etnia quando de nossa visita, respeitando-se suas realidades. Assim, com anuência prévia de cada etnia, as ações se dividiram em duas formas: ação de educação patrimonial para toda a comunidade (no barracão de reuniões de cada comunidade) e ação de formação continuada para os professores indígenas, nas respectivas escolas indígenas.

 

Situação: Concluído;

 

Natureza: Extensão.

 

Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1)

 

Integrantes: Rosicacia Florêncio Costa / Ariele Mazoti Crubelati / Cleuza Regina Balan Taborda / Rosalia de Aguiar Araujo / Elizeu Won Hanken da Silva / Jairo Luiz Fleck Falcão.