O Museu do Vale do Arinos é resultado de um conjunto de esforços para proteção e difusão do patrimônio histórico, cultural, etnocultural e natural do Vale do Arinos. As ações formativas e os espaços constituídos para discussões públicas [na sua arquitetura formal] se iniciaram no ano de 2015. No entanto, entre 2008 e 2015 diversas ações para proteção e difusão do patrimônio aconteceram no Vale do Arinos, contudo na sua maioria desarticuladas de uma proposta organizativa maior e um centro comum de metodologias estratégicas. Saulo Augusto de Moraes e Rsoalia de Aguiar Araújo iniciaram, a partir do Instituto ECUMAM, organizar uma frente de contramedidas aos impactos provocados pelo avanço do agronegócio e pela chegada de usinas hidrelétricas no Vale do Arinos estabelecendo uma rede de parceiros com pessoas físicas (produtores culturais, professores da educação básica, docentes e técnicos da Universidade do Estado de Mato Grosso, pesquisadores, arqueólogos, antropólogos, populações indígenas, ambientalistas, artístas, entre outros) e instituições como: Prefeitura Municipal de Juara, Câmara Municipal de Vereadores de Juara, Prefeitura Municipal de Novo Horizonte do Norte, Prefeitura Municipal de Porto dos Gaúchos, Conselho Municipal de Políticas Culturais de Juara, Universidade do Estado de Mato Grosso, Funai, Associação dos Artesãos do Vale do Arinos (Arts Vale), ARCHAEO-Empresa de Pesquisas Arqueológicas. Visando delinear e ampliar caminhos metodológicos para pesquisa e ações de educação patrimonial, o projeto Museu do Vale do Arinos realizou parceria com o Projeto de Pesquisa "Fronteira, Territorialidade e Cultura: O Vale do Arinos na Memória de seus Habitantes" coordenado pelo historiador, Prof. Dr. Jairo Luís Fleck Falcão, da Universidade do Estado de Mato Grosso, projeto este já com significativo material histórico. Assim, o projeto Museu do Vale do Arinos foi se consolidando e ganhando forma. Com o aumento das demandas por espaços e ações, o Instituto ECUMAM solicitou formalmente à Câmara Municipal de Vereadores de Juara a transformação do projeto Museu do Vale do Arinos em projeto de lei municipal.  Em janeiro de 2018 foi sancionada a lei de constituição do Museu do Vale do Arinos, contudo apenas em dezembro do mesmo ano foi possível realizar sua inauguração. O museu nos dias atuais é ampliado se comparado à sua proposta inicial. Hoje  estende-se a outros aspectos dos bens patrimoniais representativos da história, da cultura, da etnocultura e da natureza. São Fundadores do Museu do Vale do Arinos: Saulo Augusto de Moraes, Rosalia de Aguiar Araújo, Jairo Luís Fleck Falcão, José Guilherme de Araújo Filho: São Representantes de Instituições Fundadoras do Museu do Vale do Arinos: Valdir Leandro Cavichioli - Câmara Municipal de Vereadores; Gildete Evangelista da Silva - Universidade do Estado de Mato Grosso; Luciane Borba Azoia Bezerra - Prefeitura Municipal de Juara. Agradecimentos Especiais de Fundação: Marcos Aurélio Borchardt, Marcelo Manhuari Munduruku, Francisco Forte Stuchi, Marcio de Oliveira (Nanico), Suzana Schisuko Hirooka, Gláucia Tahís da Silva Campos Péclati.